Curso Técnico em Comércio Exterior

Coordenadores


Matutino: Wagner Braga


Noturno: Nelson Cardoso de Sa


Duração e Carga Horária


Diurno: 1 ano


Noturno: 1 ano e meio


 

Missão


Formar profissionais que possam atuar no comércio exterior brasileiro, sobretudo no setor de exportação, de forma competente e crítica, com espírito empreendedor, capazes de desenvolverem habilidades de liderança em organizações diversas.


Objetivos



  • Dotar os alunos de formação geral e profissional, com um enfoque multidisciplinar, no sentido de atender às demandas dos mercados nacional e internacional;

  • Proporcionar qualificação e habilitação para o exercício das ocupações e profissões de nível técnico da área de comércio exterior;

  • Capacitar o profissional para saber gerenciar estratégica e sistemicamente a complexa organização empresarial, por meio do desenvolvimento de novos modelos de gestão e liderança empresarial;

  • Capacitar o futuro profissional para ser criativo, inovador, líder e empreendedor com capacidade de gerir negócios;

  • Formar profissionais conscientes da realidade sócio-econômica local e conhecedores das vantagens competitivas do Estado do Espírito Santo;

  • Fornecer instrumental analítico básico que possibilite o entendimento dos determinantes essenciais do comportamento dos agentes econômicos (consumidor, firma, governo, etc.), sobretudo em nível macroeconômico;

  • Familiarizar o aluno com os temas jurídicos aplicados ao comércio internacional, seus benefícios, conflitos e limites;

  • Compreender os negócios internacionais e tomar decisões sobre o tipo mais conveniente de contrato, inclusive sabendo como a operação será tributada em diferentes países e no próprio Brasil;

  • Fornecer aos alunos as principais ferramentas de negociação, levando em conta as diversas culturas existentes ao redor do globo.


Mercado de Trabalho


O campo de atuação para o profissional Técnico em Comércio Exterior atua em empresas privadas: assessorando investidores, analisando os mercados mais promissores, estudando contratos internacionais, produzindo relatórios das tendências de mercado, acompanhando negociações internacionais e especificando as condições até o final da transação e avaliando o cenário mundial, dando diretrizes aos clientes à respeito da economia e das relações entre as nações, assim, analisando as possibilidades de negócios Empresas públicas: produzindo relatórios de mercado, avaliando condições para negócios governamentais, acompanhando a transação até o final, analisando contratos, orientando empresas públicas quanto a técnicas de mercados globalizados.


Perfil profissional


Com uma visão global e pluralista proveniente de uma formação multidisciplinar, o Técnico em Comércio Exterior, formado pelo Centro Estadual de Educação Técnica Vasco Coutinho, estará capacitado a:



  • Executar todas as funções referentes clássicas da administração como: planejar, organizar, coordenar, comandar e controlar;

  • Identificar e posicionar quanto às tendências da logística integrada impactada constantemente pelas novas tecnologias, pela globalização e pelos novos canais de distribuição adotados pelas empresas;

  • Identificar e avaliar os tipos e modelos de gestão e negócio, buscando atualização e inovação no comércio exterior;

  • Analisar as características e metodologias de pesquisa econômica, de mercado e tecnológica;

  • Avaliar estratégias de marketing e venda;

  • Considerar as diretrizes do planejamento estratégico, do planejamento tático e do plano diretor, aplicáveis à gestão organizacional;

  • Praticar habilidades referentes a otimização dos processos logísticos envolvendo transporte, armazenagem e distribuição de produtos;

  • Promover políticas de recursos humanos, seus objetivos e abrangências, identificando os elementos que as compõem;

  • Proporcionar conhecimento técnico para construção de ferramentas de vantagem competitiva logística para as empresas regionais;

  • Praticar habilidade de análise dos contratos em comércio eletrônico;

  • Elaborar estratégias de tomada de decisão no mercado cambial, nacional e internacional.


Competências


– Comunicação interpessoal e expressão correta nos documentos técnicos específicos e de interpretação da realidade das organizações;


– Utilização de raciocínio lógico, crítico e analítico, operando com valores e formulações matemáticas, estabelecendo relações formais e causais entre fenômenos;


– Interagir criativamente face aos diferentes contextos organizacionais e sociais;


– Demonstrar compreensão do todo administrativo, de modo integrado, sistêmico e estratégico, bem como de suas relações com o ambiente externo;


– Resolver situações com flexibilidade e adaptabilidade diante de problemas e desafios organizacionais;


– Ordenar atividades e programas, de decidir entre alternativas e de identificar e dimensionar riscos;


– Selecionar estratégias adequadas de ação, visando atender interesses interpessoais e institucionais;


– Exercer a ética profissional, respeitando as normas da empresa e a necessidade do mercado e do cliente.


banner2

ACESSE